Domingo, 13 de Maio de 2012
Caminhos do Vale do Urtigosa (PR2) – Rossas – Arouca

 

Partida e Chegada – Igreja Matriz de Rossas

Extensão – 9,7 Km

Duração – 3h

Dificuldade – Fácil a Moderada

Carta Topográfica – 155

Ficheiro GPX – olhar aqui

  

 

 

Para plataformas móveis olhar fotos aqui

 

 

Descrição

 

Objectivo, percorrer o PR2 – Caminhos do Vale do Urtigosa.

O PR2–Caminhos do Vale do Urtigosa (ver folheto) é um percurso circular de pequena rota, homologado e marcado nos dois sentidos.

Com início junto à Igreja Matriz de Rossas o percurso segue em direcção ao lugar de Torneiro por uma estrada em empedrado. Pelo meio passa por uma ponte sobre o rio Urtigosa e seguidamente outra pela ribeira de Escaiba.

Ao passar por Torneiro o percurso entra num estradão florestal em ligeira subida, cerca de 1km adiante irá sair deste e entrar num carreiro paralelo ao que já parece ter sido uma levada há muito deixada ao abandono. Este carreiro que segue a curva de nível, irá levá-lo até às quedas de água da ribeira de Escaiba que, mais à frente terá de atravessar. A travessia far-se-á pelo seu próprio leito pelo que prepare-se para molhar o calçado se o caudal da ribeira for considerável. Entretanto aproveite para apreciar o arvoredo aí existente.

Após a passagem da ribeira o percurso continua por um trilho, em moderada subida quase perpendicular às curvas de nível, que entretanto passa a caminho agrícola e o levará até um campo com oliveiras. Daqui o caminho segue ao longo da curva de nível, ladeado por campos agrícolas e em certas zonas coberto por ramadas de vinha. Irá chegar a uma estrada principal alcatroada junto a uma capela, está no lugar da Póvoa.

Entrando na estrada principal à esquerda, poucos metros à frente sai desta e segue por um caminho de aldeia novamente à esquerda até encontrar de novo a estrada principal. É durante este caminho que avistará o olhar sublime do dia, a vista sobre a aldeia de Souto Redondo com os seus campos de cultivo e as encostas da freita ao fundo a dominarem a paisagem.

Agora segue à esquerda pela estrada principal cerca de 300m, até encontrar um caminho lajeado à esquerda que o levará, rodeado de campos de cultivo, à aldeia de Souto Redondo. A partir de agora o PR2 é comum com a GR28. Repare nos sulcos existentes nas pedras deste caminho, fruto de muitas passagens dos rodados dos carros de bois.

Atravessando a aldeia pelas suas ruelas em direcção a norte, irá dar a um cruzamento com um cruzeiro, aí toma a direcção da estrada do centro. Cerca de 300m à frente e após passar a escola primária abandonada à sua direita, siga por um caminho florestal à esquerda.

Este caminho irá desembocar numa estrada de alcatrão em que o percurso PR2 se separa da GR28 seguindo pela esquerda. No cruzamento seguinte pela direita e uns metros à frente novamente pela direita, saindo da estrada de alcatrão e entrando num caminho em empedrado que da acesso a uma casa e junto desta segue por um caminho florestal à esquerda. Este caminho irá conduzi-lo até à aldeia de Lourosa de Matos. Atravessa a aldeia e entra na estrada principal pela direita para 100m à frente sair desta e entrar num carreiro à esquerda, pelas traseiras de uma casa, que o levará até ao rio Urtigosa.

O atravessamento do rio faz-se por uma ponte de pedra em arco que por estar coberta de vegetação quase que passa despercebida, não fosse o barulho das águas do rio não se dava conta dela. Não saia do trilho pois esta ponte não tem protecção lateral.

Seguindo o caminho de terra, irá poucos metros à frente, notar a presença de uma levada à sua esquerda, esta agora em funcionamento, que pouco depois a irá atravessar e acompanhar quase até ao lugar de Cavada. Pelo meio poderá observar todo o vale do Urtigosa e no cimo da encosta oposta àquela em que se encontra o lugar de Póvoa por onde passou anteriormente.

Seguirá paralelo à levada, que serve para levar água para regadio dos campos de cultivo, até encontrar uma estrada de alcatrão. Segue por esta em frente ainda com a levada na berma direita cerca de 100m para junto a uma casa seguir pela esquerda e logo de seguida pela direita. Acaba de chegar ao lugar de Cavada.

Atravessa o lugarejo e deixando-o para trás, em direcção a poente por uma estrada de alcatrão, estará a cerca de 250m da igreja onde iniciou o percurso.

  

Olhares Positivos

- riqueza arbórea presente em todo o percurso destacando-se o pinheiro, eucalipto, carvalho, castanheiro, amieiro, choupo, oliveira e cerejeira;

- quotidiano das aldeias;

- riqueza paisagística.

 

Olhares Negativos (menos positivos)

- a falta de limpeza da vegetação na descida desde Lourosa de Matos até ao rio Urtigosa. A mesma não deixa avistar o rio e a própria ponte.

 

Observações

- o percurso não apresenta qualquer tipo de dificuldade sendo classificado como fácil, a referência a moderado deve-se ao ascendente inicial;

- 80% do percurso é realizado à sombra pelo que é de aconselhar a sua realização mesmo em dias de forte calor;

- aconselha-se a realização do percurso em diferentes estações do ano já que a existência de várias espécies de árvores de folha caduca e campos de cultivo com várias culturas, certamente originará olhares totalmente diferentes.




publicado por olharessublimes às 19:37
link do post | comentar | favorito

com o apoio de
olharessublimes@gmail.com
olhar no
  
olhares anteriores

Caminhos do Vale do Urtig...

procurar olhares
 
tags

2011

2012

2013

2014

2015

2016

2017

abrótegas

alvarenga

arouca

arrifana

aveiro

barca d'alva

canelas

cantarelo

castro laboreiro

cidadelhe

citânia de sanfins

conho

costa da sabrosa

covelo de paivô

côvo

drave

dunas s. jacinto

encosta do sol

felgueira

fonte fria

gestoso

gestozinho

gourim

janarde

la fregeneda

lamalonga

linha do tua

lomba do pau

loriga

malfeitoso

manhouce

meitriz

minas dos carris

mizarela

moldes

monte padrão

monte pilar

mosteiro nossa senhora assunção

mourô

penha dos abutres

pico da nevosa

pico do sobreiro

pitões das júnias

portal do inferno

portela do homem

portela do leonte

póvoa das leiras

prados caveiros

prados da messe

quedas de fervença

regoufe

rossas

rota dos túneis

salgueiro

santa maria do monte

santo tirso

são pedro do sul

serra da arada

serra da estrela

serra da freita

serra de montemuro

serra do gerês

silveiras

torre

torrinheira

vale de cambra

vidoal

vidoeiro

xertelo

todas as tags

número olhares
aviso
A reprodução dos textos, fotografias, vídeos ou outros elementos deste blogue é expressamente proibida sem autorização escrita do autor. Para qualquer autorização por favor contacte o autor. A cópia ou reprodução não autorizada é punida por lei.